em
Try Ubuntu

Instalar Ubuntu em uma máquina virtual no Windows

O sistema operacional Linux para um novo usuário pode ser um pouco assustador. Windows é tão simples não, funciona tão bem. A solução para aqueles curiosos que queiram testar o Linux e não querem formatar/e ou particionar o HD é a utilização de uma máquina virtual. Uma máquina virtual cria um disco virtual em disco rígido, ou seja, ela vai criar um HD fictício dentro do seu HD real para a instalação do novo sistema operacional sem comprometer o antigo. Caso não fique satisfeito depois basta apagar o disco virtual criado, pronto, você continua com o sistema operacional nativo sem problemas.

Máquinas Virtuais

Primeiro vamos escolher o software de virtualização que devemos utilizar. Hoje existem 4 softwares conhecidos: Parallels, VMWare, QEMU, e VirtualBox. Parallels custa cerca de $79,99, nesse caso não serve para nosso tutorial, a não ser que você queira comprar o Software.

O que nos resta são: VMWare, QEMU, e VirtualBox. VMWare possui duas versões freeware, um chamado de player e o outro chamado de servidor, mas não é tão rápido quanto a versão profissional. Já o QEMU roda completamente através de linhas de comando, possui uma versão gráfica para Windows mas ainda está em estágio alpha. Além disso ele não possui uma opção básica que as outras máquinas virtuais possuem, como pausar a máquina virtual. Nos resta então a VirtualBox.

VirtualBox

O VirtualBox é um software gratuito, tornou-se Open Source em Janeiro de 2007 e possui versões para praticamente todos os sistemas operacionais, inclusive roda no Windows 7. Antes de tudo, vá até o site do VirtualBox, navegue até a seção de Downloads e baixe o binário para Windows. Após o download, inicie o processo de instalação, ele é muito simples e não tem segredo algum, basta seguir os passos sem medo.

Criar a primeira máquina virtual

Com o VirtualBox instalado corretamente, chegou a hora de baixar o Ubuntu. A versão utilizada nesse tutorial é a 9.10. Siga até a seção de Download, opte pela versão de 32 Bits ou 64 Bits, aqui usei a versão 64 Bits, mas os passos de instalação para ambas são os mesmos.

Já com a imagem do Ubuntu salva no HD (Arquivo ISO), abra o VirtualBox e clique em Novo. Você verá uma imagem semelhante a abaixo onde iremos criar a nossa primeira máquina virtual:

Criação de máquina virtual no VirtualBox

Basta clicar em Próximo, agora vamos para o passo onde iremos dar um nome para nossa máquina virtual e iremos escolher o tipo do sistema operacional. Dê o nome de Ubuntu, em Sistema Operacional escolha Linux e em versão, passo extremamente importante, escolha a versão que você baixou, seja ela 32 Bits ou 64 Bits:

Nome da máquina virtual e tipo de sistema operacional no VirtualBox

Nesse próximo passo, vamos escolher o quanto de memória RAM devemos alocar para a máquina virtual, isso irá depender de quanta memória você tem instalada no PC, quanto mais melhor, configure o quanto desejar:

Total de Memória RAM dedicada a máquina virtual

Nesse próximo passo vamos criar o disco rígido virtual, basta clicar em próximo que você será levado a um novo assistente:

Criação de um disco virtual no VirtualBox

Agora você está no assistente de criação de discos rígidos virtuais, basta por enquanto clicar em próximo:

Assistente de criação de discos rígidos virtuais no VirtualBox

Já no assistente do Tipo de Armazenamento do disco rígido escolha Armazenamento dinamicamente expansível, onde, o sistema operacional irá ocupar um espaço pequeno e irá crescer dinamicamente até o tamanho especificado a medida em que o sistema operacional exigir mais espaço:

Tipo de Armazenamento do disco rígido no VirtualBox

Nesse próximo passo você desve escolher o local onde deseja salvar seu novo disco virtual e o tamanho desejado. Customize conforme necessário:

Localização do disco virtual e tamanho no VirtualBox

Se tudo correu bem, você será levado até a tela de Sumário, caso todas as informações estejam corretas, basta clicar em Finalizar:

Sumário no VirtualBox

Você voltou a tela principal do VirtualBox onde você terá uma visão geral dos detalhes de sua nova máquina virtual. Precisamos efetuar mais algumas configurações, portanto, clique agora em Configurações, o botão ao lado de Novo. Após, clique na aba Armazenamento. Vá até a Árvore de Armazenamento, clique no ícone de mídia que ainda se encontra vazio. Em Atributos, vá até Drive de CD/DVD e clique no símbolo que representa uma pasta:

Configurações da máquina virtual no VirtualBox

Agora vamos utilizar aqui o CD de instalação do Ubuntu que você havia baixado, está lembrado? A aba Imagens de CD/DVD estará selecionada, basta clicar em Acrescentar:

Acrescentar discos de instalação no VirtualBox

Com isso basta selecionar o arquivo ISO que contém o arquivo de instalação do Ubuntu, após, você verá uma tela semelhante a essa, bastando clicar em selecionar:

Acrescentar discos de instalação no VirtualBox

Agora, ao iniciar a máquina virtual, ele irá carregar o CD de instalação do Ubuntu, basta clicar em Ok:

Acrescentar discos de instalação no VirtualBox

Com isso você irá voltar a tela inicial do VirtualBox, agora é a hora de começar a instalação do Linux, mas para isso temos que iniciar a máquina virtual. Basta clicar no botão Iniciar, que fica ao lado de Configurações, a máquina virtual será iniciada e você será levado a tela de instalação do Ubuntu, bastando então escolher o idioma de instalação:

Instalação do Ubuntu no VirtualBox

Nesse próximo passo, basta escolher Instalar o Ubuntu e seguir os passos, a instalação é tão simples quanto a do Windows:

Instalação do Ubuntu no VirtualBox

Se tudo correu bem, ao final do processo você estará no sistema operacional e verá uma tela semelhante a essa:

Desktop do Ubuntu no VirtualBox

Agora vamos remover o CD de instalação da máquina virtual, caso contrário, toda vez que a máquina for iniciada ela ir carregar o CD junto e isso pode implicar em desempenho. Para isso, desligue a máquina virtual se ela estiver ativa, na tela principal do VirtualBox vá até Configurações, escolha a aba Armazenamento, vá até Árvore de Armazenamento, clique no ícone que representa o drive de CD, e na seção Atributos, no campo de CD/DVD escolha Vazio:

Remover discos de instalação no VirtualBox

Bonus: Como aumentar a resolução de tela para o Ubuntu no Virtual Box

Por padrão, o VirtualBox só mostra 2 resoluções de tela, mas existe um forma bem simples de corrigirmos isso, basta seguir os seguintes passos:

  • 1 – Inicie a Máquina virtual e logue-se no Ubuntu.
  • 2 – No topo da Máquina Virtual, clique em Dispositivos > Instalar adicionais para convidado. Você verá um aviso que um drive de CDROM com alguns arquivos foi montado. O CD irá conter vários arquivos, o que iremos utilizar é chamado VBoxLinuxAdditions.run
  • 3 – Clique no Desktop, vá até o menu Aplicativos > Acessórios e escolha Terminal. A janela do Termnal será onde você executar o arquivo, mas antes devemos localizá-lo.
  • 4 – Digite o seguinte comando: cd /media/cdrom0/
  • 5 – Pronto, você acabou de acessar o drive virtual de CD, digite o seguinte comando: dir (Você verá vários arquivos, inclusive o VBoxLinuxAdditions.run).
  • Agora digite: sudo sh ./VBoxLinuxAdditions.run (atente-se que existe um ponto antes da barra), dê enter e aguarde que o Ubuntu faz o resto.
  • 6 – Reinicie a Máquina virtual.
  • 7 – Logue-se no Ububtu novamente, vá até o Menu Sistema > Preferências > Vídeo. Escolha a resolução que deseja.

Agora, com base nesse tutorial ninguém mais pode dar desculpas de que não quer testar o Linux por que não sabe instalá-lo.

Como configurar Firewall, SSH, Terminal

Quer tunar o seu Linux com configurações avançadas? Então veja esse post de Como configurar o Firewall, SSH e Terminal no Linux.

Comentários

  1. Bacana! Tenho o Ubuntu num CD e sabia sobre o método de virtualizar (em vez de particionar). Postagem favoritada desde já. :-)

    por Francisco Responder
  2. Parabens pelo artigo Pedro, muito bom mesmo.

    Gostaria de compartilhar uma pequena dificuldade como Web.

    O Linux não tem as mesmas fontes padrões do windows certo? ‘claro a não ser que você instale o wine’.

    Voltando… como normalmente implementamos HTML e CSS usando fonts padrões do windows como: Tahoma, Arial, Verdana; Muitos sites estão quebrando nos navegadores como: Mozilla, Chrome, Opera.

    Pelo fato que as fontes não existem no linux ai o próprio Linux coloca a sua fonte padrão muitas vezes ela sendo diferente em tamanho e renderização… assim quebrando os sites.

    Achei uma pequena solução usando o css3 fazendo o esqueminha de fonte não padrão.

    Mais existe outra forma? Obrigado. ‘não sei se ficou claro oque tentei dizer.’

    por Augusto Gomes Responder
    1. Não é necessário instalar wine nenhum… alias… o que tem a ver wine com as fontes?

      basta um:

      sudo apt-get install msttcorefonts

      por Rodrigo Barba — Responder
      1. instalando o wine e as fontes do windows no diretório de fontes seria tbm uma solução!

        por Rodrigo —
      2. Se é para copiar as fontes do windows não é necessário o wine… já que está no virtualbox, você tem acesso ao windows… então, basta copiar sua pasta c:\windows\fonts para /usr/share/fonts

        por Rodrigo Barba —
      3. isso se estiver numa virtualização windows!

        por Rodrigo —
      4. Mas não é sobre isso que trata o post? :|

        por Rodrigo Barba —
    2. Quando me refiro ao linux não me refiro a uma virtualização no windows.

      Estou falando de uma dificuldade encontrada como web.

      E coloquei aqui para ver se mais alguém tem uma solução mais simples por quê essa que encontrei apesar de funcionar não é lá muito bacana pois deixa o site mais pesado tendo que carregar a fonte.

      Mas sim uma solução para o DESENVOLVEDOR não para o usuário.

      Eu quero fazer ficar certo, não depender de quem acessa com o Linux.

      Obrigado! ‘Rodrigos’

      por Augusto Gomes Responder
      1. Augusto,

        Que solução você se refere? Utilizar @font-face?

        por Pedro Rogério
      2. Sim usando @font-face (faço o usuario que usa Linux ‘baixar’ a font), por enquanto foi uma das únicas soluções rápidas que me veio à cabeça. E funcionou, porém compartilho aqui minha dúvida e dificuldade, para ver se alguma pessoa tem outra forma de fazer.

        “Mesmo porquê deixar o site quebrado não é a melhor solução”

        Obrigado!

        por Augusto Gomes
      3. Você pode usar JavaScript para isso, mas ainda prefiro ficar com o @font-face, que é cross-browser. Não sei se reparou mas todos os títulos dos posts aqui do blog utilizam @font-face.

        por Pedro Rogério
      4. E por enquanto vou usando o @font-face mesmo.
        Não tinha percebido que usava nos titulos só tinha percebido o text-shadow.

        “Queria saber mesmo se só eu tive essa dificuldade ou muitos desenvolvedores tem esse problema porém não dão importância ou as vezes nem sabem disso.”

        Obrigado Pedro.

        por Augusto Gomes
    3. Talvez ajude: http://migre.me/jp4P

      por Narich — Responder
  3. Mto bom Pedro. Agora vamos ver se o pessoal perde o medo.

    por Fábio — Responder
  4. Bacana o post, tive que instalar uma esses dias, como dica eu deixo que vocês não precisão sempre instalar o sitema operacional do zero, pois existem imagens do sistemas operacionais já instalado, ai é só adicionar a maquina virtual e pronto. Pra mim o grande probema do linux não é nem instalalo, mas sim configurar e instalar programas que não estejam na interface de programas para serem instalado, tive que instalar o red5(servidor streaming) numa maquina virtual debian, como sofri.
    Sobre font-face escrevi um post hoje de madrugrada, para os interessados:
    http://www.edipo.com.br/artigos/font-face-ja-pode-ser-usado/
    Um grande abraço.

    por Édipo Costa Rebouças Responder
  5. Existe um progama chamado WUBI que ‘particiona’ a makina p/ vc para vc usaro ubuntu =) .
    depois quando kiser retiralo basta ir em arkivos de progamas e dessitalar o wubi que vc retirar o ubuntu tudo bem simple =)

    por Marcos Responder
  6. Olá,
    Obrigado pelo tutorial.
    Somente um problema com rede.
    Alguma possibilidade de sequencia como configurar rede para que acessar a maquina virtual na rede local?

    Obrigado

    por Antonio — Responder
  7. CARO AMIGO EU FIZ TUDO CERTO MAS O COMANDO sudo sh ./VBoxLinuxAdditions.run NAO PEGO
    PODE ME AJUDA?

    por CAIO BACHI — Responder
    1. Caio,

      O que aconteceu? Qual o erro? A versão que você utilizou é 32Bits ou 64Bits?

      por Pedro Rogério Responder
    2. aqui tbm coloquei cd/media/cdrom0/ ele diz que o caminho não existe

      por Samuel — Responder
  8. Legal post, mas tive um problema, eu instalei o virtualbox numa maquina com windows 7 x64 e naum aparece a opção de selecionar o Ubuntu(64), sabe pq?

    Valeu,

    []’s

    por Fernando Responder
    1. Fernando,

      Esse tutorial foi criado utilizando o Windows7 x64. Você instalou a última versão do VirtulBox? Experimente reinstalar denovo para ver o que acontece.

      por Pedro Rogério Responder
      1. Belo tutorial amigo! Mas para mim aconteceu a mesma coisa que com o chará acima. Instalei o VirtualBox no win7x64 tentei dar boot pelo ubuntu_x64 no virtualbox mas logo de início ele da o erro indicando que o processador é i386 e não x64 impossibilitando a instalação.

        PS: o processador é um Core 2 Duo T6500

        Ainda não descobri o porque da falha mas se alguém souber…ou se eu descobrir, compartilho.

        Abraço!

        por Fernando B. —
      2. É acabei de descobrir, essa bost* do T6500 não tem suporte a virtualização.

        Bug descoberto…

        Bem obrigado assim mesmo vamos partir para o 32bits mesmo …
        Abraço!

        por Fernando B. —
  9. Parabéns pelo tutorial cara, mas eu apanhei um pouco.
    Acontece que nem todos os processadores são compatíveis com virtualização.Eu por exemplo, uso windows 7 x64 mas não consigo emular ubuntu 9.10 x64 em razão do meu processador cd2 e7300 não ter suporte à virtualização, conferi no site da Intel.
    Resolvi o problema emulando a versão 32bits do ubuntu.

    por Rafael — Responder
  10. Parabéns pelo post, mas ainda não consegui resolver este “problema” pois quando vou no instalar adicionais para convidado, não acontece nada, se tivesse um vídeo no youtube seria melhor.

    por Rogérop — Responder
  11. Hey cara!!!
    Ótimo artigo. =)

    Tudo certo aqui.

    MUITO obrigado. ;)

    por Carlos Augusto Responder
  12. pode usar versao gratis para teste q vai funcionar direto pra sempre?

    por gabriel — Responder
  13. O Kra Valeu msm,Ate hj eu não tinha conseguido alterar essa resolução usando o VB

    por Dnprocks — Responder
  14. Nossa!
    Perfeito esse tutorial.
    Me ajudou bastante!
    Vlw…

    por Cristiheyne — Responder
  15. Gente,como q eu faço para poder compilar programas no terminal???
    eu sou iniciante e uso ifort -o ….f90 para compilar e aparece que o comando nao existe (command not found) e nao consigo.
    Alguém poderia me responder???

    por Rafael — Responder
  16. Parabens voce é fera!!!

    por Marcelo — Responder
  17. cd /media/cdrom0/ após digitar o dir não encontrei o vboxlinuxadditions.run
    só tinha: vboxlinuxadditions-amd64 ou x86 e nenhum executa a opção de executa a resolução de tela. preciso de ajuda pois sou iniciante e quero desfrutar o melhor do ubuntu.
    desde já agradeço

    por flaviolobomau — Responder
  18. Valeu mesmo do jeito que vç ensinou ficou facil.

    por Brito — Responder
  19. Amigo, muito bom seu tutorial. Comparei os passos com o que eu tinha executado e foi exatamente o mesmo, porém continuo com o problema da resolução.
    Como o exemplo do amigo acima:
    cd /media/cdrom0/ após digitar o dir não encontrei o vboxlinuxadditions.run
    só tinha: vboxlinuxadditions-amd64 ou x86
    Executo a versão para amd64 que é meu processador e continuo sem a opção de aumentar a resolução de vídeo, continuo com tela pequena com 800×600. Se alguém encontrar alguma solução, por favor!
    Agradeço!

    por Leonardo Vidigal — Responder
  20. Fiz tudo de acordo e instalei este adicional. Mesmo assim continua a mesma coisa, o que pode ser?

    por Rony Kley Responder
  21. Muito Obrigado!!!! Valeu pela dica!

    por Bruno — Responder
  22. Ótimo post, obrigado!

    Eu usei o Linux por mais ou menos 1 ano durante meu projeto final de graduação e era uma complicação o dual-boot e as dificuldades pra acessar os arquivos na outra partição…

    Mas com a VM ficou show!

    por Fausto — Responder
  23. Sempre la pelo meio da instalacao da: oracle vm virtual box parou de funcionar…
    so pra constar…
    usu windows 7 ultimate
    tenho 3gb de memoria
    processador core i3

    alguem tem alguma idea ?
    sojintao… vlw ae

    por Rodrigo Rocha — Responder
  24. Valeu man.. Salvou!

    por Radar@ Responder
  25. Perfeito o seu post, bastante simples o passo a passo e bem informativo. Parabéns pelo excelente trabalho.

    por lanzinhobr — Responder
  26. Oi gente, eu fiz todo esse processo, mas não estou conseguindo mudar a resolução. Quando clico na opção Instalar Adicionais para Convidado…, simplesmente não aparece nada, nenhuma outra tela, e nenhuma notificação. O que eu posso fazer para consertar isso?

    por Isadora — Responder
  27. Mesmo questionamento da amiga acima =(

    por Douglas — Responder
  28. Para o pessoal que conseguiu instalar os adicionais:

    Com os adicionais instalados, reinicie a máquina virtual. Se você mudar a resolução pelas opções do Linux, não vai acontecer nada. Quando eu tive este problema, eu demorei um pouco para perceber o seguinte: para aumentar a resolução da tela, é só redimensionar manualmente usando os cantos da janela do VirtualBox (aparece aquela flechinha de redimensionar quando você posiciona o mouse nas extremidades de uma janela). Feito isso, a VM acompanha o tamanho em que você for redimensionando. :D

    por Rony Kley Responder
  29. Li o tópico e percebi que ele é muito didático. Segui todos os passos, porém o sistema não dá boot na máquina virtualbox. Aparece o erro:

    fatal no bootable medium found system halted

    Mas quando dou boot pelo CD que gerei a imagem iso ele funciona normalmente, mas só não funciona na máquina virtual

    por brain — Responder
  30. very good man

    por germano Responder
  31. Pingback: Instalar Ubuntu em uma máquina virtual no Windows « gabrielpmaricato

  32. Gente, para quem não está conseguindo acessar a pasta media/cdrom0, é porque ela não foi criada com esse nome, e sim com o nome do ‘cd’ criado.
    Para isso use :
    cd /media/
    dir

    Serão exibidos todos os discos rigidos montados, provavelmente só terá o do cd mesmo, então veja com que letra começa(no meu caso se chama VBOXADDITION…75467

    Ou seja use :

    cd V -> E aperte TAB, o nome da pasta sera preenchido automaticamente

    Depois dê enter e pode prosseguir normalmente!

    Abraços!

    por Rafael Fidelis Responder
  33. Agora sobre o post, foi perfeito, vale lembrar que a versão atual do Virtual Box, difere um pouco ali na parte do armazenamento, você tem que ir no icone do lado e selecionar a pasta, e então encontrar o arquivo .iso do Ubuntu!
    Sobre a resolução, ficou perfeito, com a mesma resolução do meu notebook e fullscreen vai ficar como se tivesse no proprio S.O porém sem máquina virtual, show de bola!

    Para quem quiser conferir o resultado final, segue imagem :

    https://fbcdn-sphotos-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/378013_2713260922471_1585354540_32428289_823551197_n.jpg

    OBS : Instalei o Ubuntu 11.04, num i3, 320 HD , Intel Graphics HD.

    por Rafael Fidelis Responder
  34. Tinha tentado de várias formas (até parecidas) e não deu certo (não reconhecia a .iso), seguindo o seu tuto funcionou, vlw!!!

    por Ricardo Fontanelli Responder
  35. Eu justamente não utilizava o ubuntu no VB pois as resoluções não ficavam boas.
    Muito bom o tutorial.

    por Renan — Responder
  36. Muito bom o artigo, será utilizado tanto em casa quanto no meu trabalho.

    por Cesar — Responder
  37. Pingback: O que é, como e por que experimentar o Ruby on Rails? | O desenvolvedor eclético!

  38. Bem, pessoal, eu sou leiga em máquina virtual. A Questão toda é: Eu instalei o virtual box e tenho um cd de linux q veio com o meu pc e n queria baixar outro. o Meu problema de instalar o adicional para convidado é que ele pede um cd virgem para gravar o arquivo no cd. Como uso a maquina virtual pelo cd ai eu n sei se estou fazendo isso errado! Se puderem me ajudar estarei grata!
    Att,
    Juh

    por Juliana Responder
  39. Pingback: Instalação do Linux « Computação I – UTFPR

  40. Boa noite!

    Na hora de direcionar para mídia do ubuntu 12.10 ele não da a opção do arquivo .iso e a coisa não vai para frente baixei as duas versões a 32 e 64 mais nada não tem como apontar para máquina reconhecer você tem idéia do que possa ser??

    por Marcos Paulo — Responder
  41. ainda tenho muito medo de instalar o linux pois conheço pouco e tenho medo de não dar certo, e ate danificar minha maquina.
    vou deixar mais para frente

    por Maria Antonia Marmo da Silva — Responder
  42. Man, to tentando instalar o Ubuntu 13.04 no Virtualbox e todas as vezes que a instalação foi concluída e pede para reiniciar para poder usar… A máquina virtual para de funcionar e o windows fecha… Já aconteceu com o 12 tbm,, tem como explicar oque acontece comigo? /;

    por Patrick — Responder
    1. Seu VirtualBox é a última versão? A iso do Ubuntu pode estar corrompida, tente baixar novamente.

      por Pedro Rogério Responder
  43. Meus parabéns, seu post foi bem explicado e me ajudo ajudou muito !!! vlw

    por Gabriel Freitas — Responder
  44. Pingback: Instalando Linux diretamente em um dispositivo USB com memoria persistente (Passo-a-Passo). | @ Mundo Inútil

  45. Muito legal esse tutorial, bastante detalhado! Vou experimentar o linux agora. Só tenho uma dúvida, se, por acaso, ao navegar na internet usando o linux da máquina virtual, eu pegar um vírus, meu HD vai ser infectado da mesma forma como se eu estivesse usando o SO instalado nele não é?

    Obs: sei que o linux é seguro etc etc, mas é uma dúvida que eu tenho. vlw!

    por Ricardo — Responder
    1. Não existe vírus no Linux, pode ficar despreocupado quanto a isso.

      por Pedro Rogério Responder
  46. Valeu, parceiro! Obrigado pelo tutorial. Muito prático!
    Abraços.

    por Sergio — Responder
  47. Muito bom o blog gostaria de saber se para deletar a maquina virtual depois de instalada causaria complicações para o computador ?

    por Hod Oliveira Najmanovich — Responder
    1. Não, pode deletar sem problemas.

      por Pedro Rogério Responder
  48. Parabéns pelo artigo!
    Gostaria de saber se tem como configurar a resolução do modo texto do ubuntu server 14.04.1;

    por João Paulo Responder
  49. eu instalei num pc antigo a VM e o ubuntu e depois não chegou a instalar direito o ubuntu dentro da máquina virtual, acabou meu pc desligando e não abrindo mais, no caso a placa-mãe do meu pc queimou, queria muito instalar o ubuntu na vm no meu note, quais as chances de danificar ele tbm são grandes ou não?

    por Danii — Responder
    1. Não, pode instalar sem problema.

      por Pedro Rogério Responder
  50. Olá,
    Estou tentando instalar o unbuntun no virtual box em uma máquina Intel core i5 com sistema operacional 64 BIT. Porém, especificamente nesta máquina o virtualbox não mostra a opção de unbuntun 64bit.
    Ai instalei a versão 32 bit como pede o sistema. Mas no final ele não consegue instalar o ubuntun. Fica dizendo que o sistema pede o 64bit.

    por sylvia — Responder
  51. Falha ao abrir uma sessão para a máquina virtual linux.

    Unable to load R3 module C:\Program Files\Oracle\VirtualBox/VBoxDD.DLL (VBoxDD): GetLastError=1790 (VERR_UNRESOLVED_ERROR).

    Código de Resultado: E_FAIL (0x80004005)
    Componente: Console
    Interface: IConsole {8ab7c520-2442-4b66-8d74-4ff1e195d2b6}
    da esse erro e agr

    por vinicius — Responder
  52. Já lí inúmeros tutoriais, videos, etc,etc,. Porque ninguém, ninguém mesmo, dá uma orientação
    para verificarmos se n/ máquina aceita e está
    (no setup) configurada para a virtualização?
    Aceite um abraço de quem “apanhou” muito até
    resolver este problema.

    por Vicente P Fonseca — Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>